A CLOSER LOOK AT OUR ROOM

22.11.16



Quem decidiu arriscar (acho que é o termo certo hoje em dia), sair de casa dos pais e montar a sua casa sabe do que vou falar neste post. Montar uma casa com todo o conforto que vimos habituados das casas dos pais pode custar muito dinheiro, coisa que por vezes não temos e step by step e com alguns restauros podemos acabar por conseguir o ambiente pretendido.
Cá em casa não é excepção e com algumas coisas que já vinham de casa do Pedro e outras da minha, ficava-nos a faltar mesinhas de cabeceira, armário e cortinas (muito importante num quarto!). O mote aqui é mesmo fazer mais com menos e vou-vos explicar como.
Resolvi então ir a uma casa velha da avó e ver o que lá tinha. Encontrei estas duas mesinhas de cabeceira (apesar de semelhantes, são diferentes) num estado quase deteriorado mas com a ajuda da minha mãe, que é uma expert em restauro, consegui recuperá-las com massa e com tintas especiais do Leroy para dar este acabamento mate para que o quarto ficasse bem clean.




Já as cortinas, foram retalhos encontrados na feira dos tecidos a preços inacreditáveis. €5 cada cor. Dá para acreditar? O material é óptimo e bastante bonito. Só foi preciso coser os três pedaços, fazer a baínha e utilizar uma tira que se compra também no Leroy que dá logo o efeito de pregas ao cortinado. Acaba por ser o elemento chave que dá cor ao nosso quarto (apesar do Pedro achar que é um bocadinho feminino demais hihih).




Já o armário (que ainda faltam as portas), é do Ikea da linha PAX com a Komplement. Trata-se de um roupeiro só para o Pedro (toda a minha roupa está no closet que vos mostrei aqui), que tem preferência de ter a roupa toda em cruzetas à excepção de algumas camisolas de lã pois senão estragam-se. Sei que aqui na foto parece bastante pequenino mas é o suficiente, pois cá em casa não gostamos de ter roupa que não usamos a ocupar espaço.

Espero que tenham gostado do que já decoramos no quarto. Trata-se sempre de um work in progress mas achei pertinente falar sobre como com pouco conseguimos fazer muito e se quiserem dicas e ideias, é só perguntarem.


You Might Also Like

0 comentários

Subscribe